Microsoft planeja cortar "milhares" de empregos, diz fonte

(Reuters) - A Microsoft planeja cortar "milhares" de empregos, a maioria deles fora dos Estados Unidos, disse à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto.

A Reuters informou na segunda-feira que a Microsoft passará por uma reorganização que impactará suas equipes de vendas e marketing, à medida que a empresa dobra a aposta em computação em nuvem, segmento que atravessa acelerado crescimento.

A empresa, com sede em Washington, tinha cerca de 120 mil empregados no mundo até 31 de março, com as equipes de vendas e marketing representando cerca de 19 por cento da força de trabalho, de acordo com informações da própria companhia.

A Microsoft já notificou alguns funcionários sobre as reduções, disse a fonte. Mas em algumas locais a empresa planeja notificar funcionários de que seus postos de trabalho estão sob consideração, acrescentou a fonte.

Desde que assumiu a presidência-executiva da Microsoft em 2014, Satya Nadella aumentou o foco da empresa na unidade de computação em nuvem para compensar desaceleração prolongada no mercado de PCs.

(Por Salvador Rodriguez, em San Francisco, e Narottam Medhora e Rishika Sadam em Bengaluru)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos