Apple instala centro de dados na China em conformidade com novas regras de segurança cibernética

PEQUIM (Reuters) - A Apple disse nesta quarta-feira que está instalando seu primeiro centro de dados na China, em parceria com a companhia de serviços de internet local, para cumprir as leis de segurança cibernética mais severas introduzidas no mês passado.

A empresa de tecnologia dos EUA disse que vai construir o centro na província de Guizhou, ao sul do país, com a empresa de gerenciamento de dados Guizhou-Cloud Big Data Industry Co Ltd (GCBD).

Um porta-voz da Apple em Xangai disse à Reuters que o centro faz parte de um projeto de investimento de 1 bilhão de dólares na província chinesa de Guizhou.

"A adição desse centro de dados nos permitirá melhorar a velocidade e a confiabilidade de nossos produtos e serviços e cumprir com a regulamentação recentemente aprovada", declarou a Apple à Reuters.

"Essas regulamentações exigem que os serviços de nuvem sejam operados por empresas chinesas, então estamos nos associando ao GCBD para oferecer o iCloud ", afirmou, referindo-se ao seu serviço de armazenamento de dados online.

A Apple é a primeira empresa estrangeira a anunciar reformas em seu armazenamento de dados da China após a implementação da nova legislação de segurança cibernética em 1º de junho, que exige que empresas internacionais armazenem dados no país.

No início desta semana, a Apple disse que planejava abrir um novo centro de dados na Dinamarca. Um primeiro centro no país, anunciado em 2015 estará online a partir deste ano, disse a empresa.

(Por Cate Cadell)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos