BlackBerry ganha aprovação para vender ferramentas de criptografia para governo dos EUA

TORONTO (Reuters) - A empresa BlackBerry disse nesta quinta-feira que ganhou o direito de vender ao governo dos Estados Unidos ferramentas para criptografar ligações telefônicas e mensagens de texto, ao obter autorização da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) para os produtos.

A empresa disse que recebeu o aval do braço da NSA que avalia os padrões de segurança de produtos comerciais de tecnologia para determinar se podem ser usados pelo governo norte-americano.

O órgão também aprovou ferramentas de rivais da BlackBerry, incluindo Apple e a Samsung Electronics.

O receio de que as comunicações governamentais estejam sendo ouvidas por espiões aumentou nos anos recentes, depois que uma ligação não criptografada entre uma autoridade do Departamento de Estado dos EUA e um embaixador norte-americano na Ucrânia foi interceptada e disponibilizada na internet no início de 2014.

As ferramentas são baseadas em tecnologia da Secusmart, que a BlackBerry adquiriu em 2014 após a startup alemã ter conquistado um contrato para bloquear o telefone celular da chanceler Angela Merkel, que segundo denúncias estaria sendo espionada pela NSA.

A BlackBerry disse que seus produtos de criptografia de voz e mensagens de texto são usados por agências estatais em 20 países na Europa, América Latina, sudeste asiático e África. A Alemanha é o maior cliente governamental.

(Por Alastair Sharp)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos