Serviços em nuvem elevam vendas da SAP, mas custos seguram lucro

FRANKFURT (Reuters) - Os novos serviços em nuvem aumentaram a receita do segundo trimestre da alemã SAP, mas os custos mais altos reduziram o crescimento do lucro, mostraram os resultados da empresa de tecnologia mais valiosa da Europa nesta quinta-feira.

O lucro principal, excluindo itens especiais, cresceu 3 por cento, para 1,57 bilhão de euros, abaixo dos 1,59 bilhão esperados por analistas.

A receita de 5,78 bilhões de euros teve alta de 10,4 por cento e superou a previsão de 5,71 bilhões dos analistas entrevistados pela Reuters.

A licença clássica de software e a receita de negócios de suporte cresceram 4 por cento, para 3,83 bilhões de euros, ante queda de 4 por cento da rival Oracle, como notou a corretora Baader.

As assinaturas em nuvem e receita de suporte aumentaram 27 por cento para 932 milhões de euros, abaixo da media esperada pelos analistas de 33 por cento.

O presidente-executivo da SAP, Bill McDermott, disse que alguns negócios em nuvem que a empresa esperava assinar no segundo trimestre foram adiados. "O conjunto de projetos para (o terceiro trimestre) e depois é fantástico".

(Por Eric Auchard)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos