Huawei vê crescimento anual na venda de smartphones diminuir e foca no lucro

HONG KONG (Reuters) - A chinesa Huawei estimou vendas de smartphones de 140 milhões e 150 milhões neste ano, uma desaceleração acentuada da terceira maior fabricante de smartphones do mundo, que busca lucros em vez de volumes ao vender telefones de alta tecnologia.

O crescimento do lucro da Huawei tem estado sob pressão com seu negócio de smartphones de pouca margem enfrentando forte competição doméstica e no exterior, forçando a Huawei a reduzir a importância do crescimento da receita no início deste ano.

Embora as vendas de smartphones tenham aumentado em mais de 20 por cento no primeiro semestre, o presidente-executivo do negócio de consumidores do grupo, Richard Yu, enfatizou que a Huawei não está focando em volume de vendas.

"Queremos focar no mercado de alta tecnologia e tecnologia intermediária. Desistimos da base", disse ele, acrescentando que o preço médio de venda dos celulares da Huawei subiu 28 por cento no primeiro semestre.

Também uma das maiores fabricantes de equipamentos de telecomunicações do mundo, a Huawei divulgou nesta terça alta de 15 por cento na receita do grupo, para 283,1 bilhões de iuans, ante alta de 40 por cento no ano passado. Foi a menor expansão da receita no primeiro semestre desde 2013.

Sua margem operacional caiu para 11 por cento, ante 12 por cento um ano antes. A Huawei não divulga lucros semestrais.

(Por Sijia Jiang)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos