Sharp volta a lucrar após corte de custos da Foxconn e supera estimativas

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Sharp anunciou seu terceiro lucro líquido trimestral consecutivo nesta sexta-feira, mantendo-se no caminho de atingir o primeiro lucro anual depois de quatro anos de esforços para redução de custos sob o comando da taiuanesa Foxconn.

Com uma firme recuperação de lucro a caminho, a Sharp se prepara para uma ofensiva visando recuperar a presença que perdeu no mercado de eletrônicos.

A empresa está expandindo as vendas de aparelhos de TV na China e se reintroduzindo no mercado de televisores nas Américas com uma marca de alto padrão, à medida que busca duplicar as vendas globais de TVs para mais de 10 milhões de unidades no ano fiscal que começa em abril de 2018.

A fabricante de display de cristal líquido registrou lucro de 14,48 bilhões de ienes (130,49 milhões de dólares) para o trimestre encerrado em junho, revertendo prejuízo de 27,45 bilhões de ienes do mesmo período do ano anterior.

A média das previsões de cinco analistas em pesquisa da Thomson Reuters foi de 7,64 bilhões de ienes.

A Sharp, fornecedora da Apple, manteve sua previsão para o ano fiscal encerrado em março em 59 bilhões de ienes. No ano fiscal anterior, a empresa perdeu 24,9 bilhões de ienes.

(Por Makiko Yamazaki)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos