Ações da Tesla caem depois que Musk anunciou "fabricação infernal"

SAN FRANCISCO (Reuters) - As ações da Tesla caíam cerca de 3,5 por cento nesta segunda-feira, depois que o presidente-executivo Elon Musk alertou que a montadora de carros elétricos enfrentaria "fabricação infernal" à medida que eleva a produção do seu novo sedã Model 3, mas popular.

Em um evento de lançamento na sexta-feira, Musk disse que os clientes fizeram mais de meio milhão de reservas antecipadas para o Model 3, enquanto entregava os primeiros 30 carros comprados por funcionários, preparando o cenário para um teste importante na estratégia da Tesla para se tornar uma montadora de veículos elétricos rentável.

Tesla conta com o Model 3 para ajudá-la a se tornar lucrativa e deixar de ser uma empresa de nicho para se tornar um peso pesado da indústria automobilística.

"Nós vamos passar por pelo menos seis meses de fabricação infernal", disse Musk à jornalista antes do evento.

Os investidores podem ter uma ideia de como a "fabricação infernal" afetará a queima de caixa da Tesla quando a empresa publicar seus resultados trimestrais na próxima quarta-feira. A montadora gastou mais de 2 bilhões de dólares em dinheiro neste ano antes do lançamento do novo modelo de automóvel elétrico.

O Model 3, de 35 mil dólares, foi projetado para ser facilmente produzido, e o objetivo é entregar 20 mil unidades por mês até dezembro. O último lançamento de Tesla foi o SUV Model X de luxo em 2015, que teve vários problemas de produção e que tinha preço inicial em torno 80 mil dólares.

A empresa prometeu aumentar a produção para 500 mil veículos em 2018, cerca de seis vezes sua produção de 2016, uma meta que muitos especialistas da indústria acreditam ser irreal.

(Por Noel Randewich)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos