Apple pede ao governo isenção fiscal a fornecedores para fabricar iPhones na Índia

NOVA DELHI (Reuters) - A Apple pediu que o governo indiano estenda isenções fiscais para seus fornecedores caso a Índia queira se tornar um pólo de produção de iPhones e seus componentes.

Autoridades indianas dizem que para atender o pedido será necessário uma nova política que se aplique de maneira justa também a outros fabricantes.

A gigante de tecnologia dos Estados Unidos tem negociado com autoridades indianas desde maio do ano passado, quando o presidente-executivo Tim Cook e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, concordaram em estabelecer uma base de produção no país que vai além da montagem de dispositivos, como acontece atualmente.

Os dois lados têm discutido uma lista de "pré-requisitos" que a Apple enviou em outubro, incluindo isenções tarifárias sobre matérias-primas para produção de componentes e sobre bens de capital por 15 anos, para que os iPhones sejam fabricados do zero na Índia.

A empresa disse ao governo que levaria uma série destas unidades auxiliares quando montar as operações para atender a Índia, um dos mercados de smartphones que mais cresce no mundo, disse uma importante autoridade do governo.

"Eles querem que o mesmo tratamento seja dado às fabricantes de componentes; as concessões de impostos, eles querem tudo. Mas então algum tipo de política precisará ser desenvolvida", disse a autoridade.

A Apple não quis comentar.

A demanda pode atrasar ainda mais os planos da Apple de penetrar no mercado indiano, o terceiro maior do mundo para smartphones atrás dos Estados Unidos e da China, mas onde tem uma participação de apenas 2 por cento.

A empresa está olhando para a Índia após as vendas na região da Grande China, que já foram grande motor de crescimento, recuaram 14 por cento em relação ao ano anterior para 10,7 bilhões de dólares nos três meses encerrados em 1º de abril.

(Por Sanjeev Miglani e Paritosh Bansal, com reportagem adicional por Sankalp Phartiyal e Rajesh Kumar Singh)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos