Chefe de operações da Uber deixa cargo, mas permanece no conselho

SAN FRANCISCO (Reuters) - O chefe de operações da Uber Technologies, Ryan Graves, um aliado de longa data do ex-presidente-executivo Travis Kalanick, está deixando o cargo em tempo integral, de acordo com a cópia de uma carta de Graves a que a Reuters teve acesso.

O executivo, contudo, continuará no conselho da Uber, de acordo com a carta.

A empresa está procurando um novo nome para assumir a presidência-executiva depois que Kalanick foi pressionado a deixar o posto, depois de uma série de constrangimentos para a Uber. Se especulou que Kalanick pudesse retomar o comando da empresa, mas os eventos desta semana colocam essa possibilidade em dúvida.

Graves disse que preferiu se mexer a esperar que o novo líder seja escolhido.

"É realmente importante para mim que essa transição não retire a importância do processo de chegada de nosso novo presidente-executivo", escreveu Graves.

(Por Peter Henderson)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos