Pessoas compram menos carros em cidades com apps de transporte, diz estudo

Reuters, em Detroit

Em áreas atendidas pela Uber Technologies Inc, a Lyft Inc e outros serviços de transportes urbanos por aplicativos, os consumidores podem comprar menos carros e fazer menos viagens, de acordo com um novo estudo divulgado nesta quinta-feira.

O estudo, compilado pelo Transportation Research Institute, da Universidade de Michigan, Texas A&M Transportation Institute e a Universidade de Columbia, focou em Austin, no Texas, onde os serviços como Uber e Lyft foram interrompidos devido a uma ordem local.

O estudo descobriu que 41% das 1.200 pessoas entrevistadas disseram que usaram seu próprio carro para preencher o vazio deixado pela Uber e a Lyft e 9% compraram um veículo para este propósito.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos