Nova plataforma de vídeos do Facebook, Watch encara Netflix e YouTube

David Ingram

Da Reuters, em San Francisco, EUA

  • Divulgação

    Facebook faz nova tentativa para buscar telespectadores com o Watch

    Facebook faz nova tentativa para buscar telespectadores com o Watch

O Facebook está promovendo sua maior ação para competir com o mercado de televisão ao expandir ofertas de vídeo com programação que inclui desde a liga de basquete feminina dos Estados Unidos a um programa sobre safari.

O produto redesenhado, chamado "Watch", vai estar disponível inicialmente a um grupo limitado nos EUA por meio do aplicativo da rede social, site e aplicativos de TV, afirmou a companhia. É também a maior resposta do Facebook, até agora, aos populares serviços de vídeo por streaming Netflix e YouTube.

O Facebook adicionou uma aba de vídeo no ano passado a seu serviço e tem dado sinais nos últimos meses de que quer se tornar uma fonte de conteúdo original e de vídeos bem produzidos, em vez de apenas programas criados pelos usuários.

A Reuters publicou em maio que o Facebook assinou acordos com criadores de conteúdo que incluem Vox Media, BuzzFeed, ATTN, Group Nine Media.

"Aprendemos que as pessoas gostam de descobrir vídeos em suas páginas, mas elas também querem um lugar dedicado onde podem ir e assistir a eles", disse Daniel Banker, diretor de produto do Facebook.

O presidente-executivo da rede social Mark Zuckerberg, afirmou em mensagem que o Watch vai permitir aos usuários "conversarem e se conectarem com pessoas durante um episódio e aderirem a grupos de pessoas que gostam dos mesmos programas, criando comunidades."

Seu celular pode servir como mouse e teclado de computador; aprenda

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos