Wal-Mart entrará para o mercado de compras por voz através da plataforma do Google

Por Richa Naidu

CHICAGO, (Reuters) - O Wal-Mart Stores está se juntando ao Google, da Alphabet, para entrar no nascente mercado de compras por voz, atualmente dominado pela Amazon.com, criando outra frente na batalha do Wal-Mart com a varejista online.

O Google, que produz o sistema operacional Android, usado na maioria dos smartphones do mundo, oferecerá centenas de milhares de itens do Walmart no Google Assistant, sua plataforma controlada por voz, a partir do final de setembro, escreveu o diretor de comércio eletrônico do Walmart, Marc Lore, em um blog nesta quarta-feira.

Lore, que se juntou à maior varejista do mundo depois que a companhia comprou seu site de comércio eletrônico Jet.com, disse que o Wal-Mart oferecerá uma seleção mais ampla do que qualquer revendedor na plataforma.

Amazon, cujo auxiliar controlado por voz, Alexa, permite aos usuários fazer compras na varejista, tem a maior parte do setor de dispositivos controlados por voz nos EUA, com seus dispositivos Echo representando 72,2 por cento do mercado em 2016, muito à frente do dispositivo Home, do Google, com 22 por cento, segundo a firma de pesquisa eMarketer.

Lore disse na postagem que o Wal-Mart também está integrando sua ferramenta de encomendas rápidas e recorrentes ao serviço de entrega no mesmo dia do Google.

"Um dos casos de uso primário para compra de voz será a capacidade de construir uma cesta de itens essenciais cotidianos comprados anteriormente", disse ele em uma entrevista.

Ele acrescentou que o Wal-Mart tem planos maiores para compra por voz no próximo ano, o que envolverá capitalizar suas 4,7 mil lojas nos EUA para "criar experiências para os clientes que atualmente não existem nas compras por voz em qualquer outro lugar".

Os clientes podem usar compras por voz para pegar um pedido na loja ou comprar mantimentos frescos em todo o país, disse ele.

Mas enquanto os dispositivos controlados por voz da Amazon e da Google estão ganhando popularidade, as pessoas ainda os usam principalmente para tarefas básicas como fazer chamadas ou tocar música.

Para aumentar a compra por voz, a Amazon começou a fazer ofertas exclusivas para compras realizados com o Alexa.

(Reportagem adicional por Nandita Bose)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos