Bain se une à Apple em oferta de U$18 bi por unidade de chips da Toshiba, dizem fontes

TÓQUIO (Reuters) - Um consórcio liderado pela Bain Capital fez uma oferta revisada de última hora de 18 bilhões de dólares pela unidade de chips da Toshiba, trazendo a Apple para ajudar a reforçar a oferta, disseram fontes com conhecimento direto do tema.

A nova oferta surge no momento em que o problemático conglomerado japonês e a Western Digital tentam obter um acordo antes do prazo de quinta-feira, disseram as fontes.

A Toshiba vem lutando para vender sua unidade de memória flash - a segunda maior produtora mundial de chips Nand no mundo - para cobrir bilhões em prejuízos da Westinghouse, seu falido negócio nuclear norte-americano.

A oferta revista é de cerca de 2 trilhões de ienes (18,2 bilhões de dólares). A Bain e a fabricante de chips sul-coreana SK Hynix serão responsáveis por 1,1 trilhão de ienes, enquanto a Apple fornecerá até 400 bilhões de ienes e os bancos japoneses darão cerca de 600 bilhões de ienes em apoio, disse uma das fontes.

A proposta também exige que a Toshiba seja parte do negócio, investindo 200 bilhões de ienes, segundo a fonte.

Um grupo liderado pela Bain já havia sido escolhido pela Toshiba como interessado preferido. Mas as negociações falharam quando investidores do governo japonês que compunham o consórcio disseram à Toshiba que estavam relutantes em fechar um acordo diante dos riscos legais de demandas da Western Digital.

A nova oferta da Bain foi projetada para solucionar o problema, convidando investidores financiados pelo Estado - a Innovation Network of Japan (INCJ) e o Development Bank of Japan (DBJ) - a investir no negócio apenas após a arbitragem com a Western Digital for encerrada, disse a fonte.

A oferta supera o 1,9 trilhão de ienes oferecidos pelo consórcio liderado pela Western Digital, que também inclui a KKR. Fontes bancárias já disseram, no entanto, que a Western Digital trabalha para elevar a proposta até 2 trilhões de ienes.

As fontes não quiseram se identificar, uma vez que as conversas são sigilosas.

Toshiba, Bain, SK Hynix, Western Digital e INCJ não quiseram comentar. Representantes da Apple, DBJ e KKR não estavam imediatamente disponíveis para comentários.

(Por Kentaro Hamada e Taro Fuse; reportagem adicional por Makiko Yamazaki, Naomi Tajitsu e Junko Fujita e Joyce Lee)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos