Aveva firma acordo de fusão de 3 bilhões de libras com francesa Schneider

LONDRES (Reuters) - A francesa Schneider Electric assumirá uma fatia de 60 por cento da britânica Aveva após as duas terem concordado em se unir na terceira tentativa de fusão, criando uma empresa de softwares avaliada em cerca de 3 bilhões de libras (3,9 bilhões de dólares).

Jean-Pascal Tricoire, presidente do conselho e presidente-executivo da Schneider Electric, disse que a companhia combinada estaria melhor colocada para atender uma ampla gama de indústrias e sua capacidade aprimorada também beneficiaria os investidores.

A conclusão do acordo, que deve acontecer no final do ano, marcará o fim da independência para a última empresa de tecnologia avaliada em mais de 1 bilhão de dólares fundada na cidade universitária de Cambridge, área conhecida como "Silicon Fen".

O presidente-executivo da britânica Aveva, James Kidd, disse estar confiante de que a fusão ocorreria desta vez após tentativas fracassadas de fechar um acordo desde 2015.

"Estamos em uma posição muito mais avançada do que já estivemos antes, assinamos um acordo de fusão vinculativa com a Schneider", disse ele em uma entrevista.

Os produtos da Aveva são utilizados para projetar e gerenciar plataformas de petróleo, navios e fábricas de produtos químicos, enquanto a multinacional francesa abrange componentes elétricos, gerenciamento de energia e sistemas de automação industrial.

(Por Paul Sandle e Noor Zainab Hussain; reportagem adicional por Leigh Thomas)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos