Rival do Uber, Taxify interrompe operações em Londres após órgão regulador questionar licença

FRANKFURT (Reuters) - A Taxify, rival do serviço de transportes urbanos por aplicativo Uber, interrompeu temporariamente as operações em Londres, após apenas três dias de funcionamento, informou nesta sexta-feira a companhia, com o órgão regulador de transportes na cidade apontando que a mais nova concorrente não conseguiu obter uma licença para operar.

A startup da Estônia, que atua em 25 cidades nas partes central e leste da Europa e na África, lançou nesta semana o serviço em Londres.

"A Taxify não é uma operadora licenciada em Londres", disse um porta-voz do TfL. "O TfL instruiu a Taxify a parar de aceitar chamados e a empresa cumpriu a decisão".

A empresa informou que sua plataforma de software para conectar motoristas e passageiros estava funcionando por meio da City Drive Services, um grupo de contratação de transporte privado licenciado em Londres.

A Taxify ainda disse que cadastrou 3 mil motoristas e 30 mil clientes baixaram o aplicativo de transportes nos três primeiros dias de serviço.

A companhia, que recentemente anunciou ter recebido financiamento da chinesa DiDi Chuxing, disse que suspendeu as operações temporariamente, mas que está ansiosa para solucionar o problema com o TfL.

(Por Eric Auchard)

((Tradução Redação São Paulo; 55 11 56447553))

REUTERS GM NS

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos