Tivit define faixa indicativa de preço de ação em IPO entre R$43 e R$51

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de tecnologia da informação Tivit definiu entre 43 e 51 reais a faixa indicativa para o preço de suas ações em uma oferta pública secundária que pode movimentar pelo menos 1,3 bilhão de reais.

A operação coordenada pelos bancos Credit Suisse, Itaú BBA, Bradesco BBI, BTG Pactual, JPMorgan e Santander, tem período de reserva entre 18 e 27 de setembro. A fixação do preço está prevista para 28 de setembro e o início dos negócios no segmento Novo Mercado da B3 deve ocorrer em 2 de outubro.

O fundo de investimento APX Brazil e os investidores individuais Luiz Roberto Mattar, Paulo Sergio de Freitas, Tatiana Lorenzi, Carlos Renato Gazaffi, André Guimarães Frederico, Valdinei Cornatione, José Ometto Alberto, Orlando Silva Pereira, Alexandre Ferreira da Silva e Fabiano Droguetti serão vendedores na oferta.

Os vendedores vão oferecer em lote inicial de cerca de 31 milhões de ações da Tivit. O volume poderá ser ampliado em até 10,8 milhões de papéis com lotes adicional e suplementar.

Segundo o prospecto preliminar, a Tivit teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 169 milhões de reais no primeiro semestre deste ano, crescimento de 32 por cento sobre o mesmo período do ano passado. A margem passou de 18,7 para 23,4 por cento.

A publicação do documento ocorre em meio a um início de recuperação do mercado de ofertas de ações este ano, que é o melhor desde 2013. No final de julho, a resseguradora IRB Brasil precificou seu IPO no piso da faixa indicativa, a 27,24 reais, encerrando nesta segunda-feira cotada a 31,58 reais, uma valorização de cerca de 16 por cento.

Nos próximos dias deve ser a vez a produtora de alimentos Camil a divulgar os termos de sua oferta de ações. A empresa comunicou o mercado no final de julho sobre a retomada dos planos de IPO.

Já estrearam papéis em bolsa de valores neste ano a companhia aérea Azul, a empresa de diagnósticos médicos Hermes Pardini, a locadora de veículos Movida e a varejista Carrefour Brasil. Juntos, esses IPOs já movimentaram mais de 10 bilhões de reais.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos