Audi assume liderança em direção autônoma nas estradas, rivais são cautelosos

FRANKFURT (Reuters) - A montadora alemã Audi está assumindo a liderança na tecnologia de carros autônomos em estradas, mas rivais parecem não ter pressa em segui-la, enquanto questões legais e regulatórias sobre a tecnologia ainda não estão todas definidas.

Numa feira de carros de Frankfurt, a Audi apresentou o A8 que pode se autodirigir sob certas condições, ajudar na trocar de faixa e dispensa motoristas para monitorar a estrada - embora eles devam ficar prontos para intervir ao som de um alarme.

Numa escala onde zero é um veículo totalmente manual e cinco um carro autônomo, o A8 está no nível três, colocando-o acima dos recursos em nível dois oferecidos pela Tesla e General Motors.

Lutando para se reerguer do escândalo de emissão de poluentes de sua controladora Volkswagen, a montadora de luxo precisa muito de um novo modelo de prestígio e de uma jogada de marketing.

Mas com uma aprovação especial ainda pendente em quase todos os países para dirigir um carro deste tipo, e dúvidas sobre em qual velocidade o motorista deve retomar o controle - e quem é responsável durante a transição de comando do carro - alguns rivais são céticos se o mercado está pronto para esse avanço.

"O fato de que a Audi introduziu essa nova tecnologia agora não significa que nós vamos correr nos próximos meses para dizer que também podemos fazê-la. Essa não é a nossa lógica", disse à Reuters Didier Leroy, presidente do conselho europeu da japonesa Toyota, durante a feira de Frankfurt.

(Por Georgina Prodhan e Agnieszka Flak)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos