Google oferece exibir anúncios de concorrentes via leilão, dizem fontes

BRUXELAS (Reuters) - O Google, da Alphabet, quer exibir comparações com sites de compras rivais num leilão como parte da obediência a uma lei da União Europeia, após uma multa por favorecer seu serviço, disseram quatro fontes familiarizadas com o assunto.

A proposta, apresentada à Comissão Europeia em 29 de agosto, após uma multa recorde de 2,4 bilhões de euros, permite que os rivais apresentem ofertas em qualquer ponto da seção de compras, conhecido como anúncio de lista de produtos, disseram fontes.

Três anos atrás, o mecanismo de buscas na internet mais popular do mundo fez uma oferta similar na tentativa de resolver uma investigação de longo prazo pela Comissão Europeia e evitar uma multa. A oferta foi finalmente rejeitada após o feedback negativo dos rivais e da discórdia no executivo da UE.

Pela nova proposta, o Google reservou os dois primeiros lugares para seus próprios anúncios. A nova oferta também diz que o Google estabelecerá um preço mínimo para suas próprias ofertas, retirando custos operacionais. A empresa buscou feedback dos competidores.

A oferta não resolve questões levantadas por reguladores de competição da UE, disseram as fontes. A Comissão havia ordenado que o Google tratar rivais e seu próprio serviço igualmente.

A Comissão não estava imediatamente disponível para comentar. O Google não respondeu a um pedido de comentário.

(Por Foo Yun Chee)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos