Western Digital quer liminar para bloquear venda de unidade de chips da Toshiba

TÓQUIO (Reuters) - A norte-americana Western Digital disse nesta terça-feira que buscará uma liminar para bloquear a venda do negócio de semicondutores da Toshiba para um grupo rival, aumentando as apostas em uma amarga batalha com sua parceira de joint venture.

A última ação legal da empresa norte-americana, que investe conjuntamente na principal unidade de chips de Toshiba, vem na sequência da decisão do conglomerado japonês na semana passada de vender a unidade a um consórcio liderado pelo Bain Capital e a fabricante de chips sul-coreana SK Hynix.

O acordo de 18 bilhões de dólares com o grupo Bain, no entanto, ainda não foi assinado, e a Toshiba informou a seus principais bancos nesta semana que a Apple, membro do consórcio e cliente importante, ainda não concordou com os termos fundamentais.

A Western Digital está buscando o embargo junto ao Tribunal Internacional de Arbitragem, onde a empresa, que argumenta que nenhum acordo pode ser feito sem seu consentimento, moveu ações judiciais contra sua parceira no início deste ano.

Um painel de três árbitros pode ser formado no início desta semana e a decisão pode sair até o final deste ano, antes do fechamento de qualquer acordo, disse uma fonte familiarizada com o assunto, que não quis se identificar devido à sensibilidade do assunto.

(Por Makiko Yamazaki e Sam Nussey)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos