Ações da BlackBerry sobem com recorde nas vendas de software

TORONTO (Reuters) - A canadense BlackBerry reportou lucro trimestral mais forte que o esperado nesta quinta-feira, com vendas da unidade de software atingindo um recorde, aumentando a confiança dos investidores em sua estratégia de recuperação e fazendo suas ações subirem mais de 12 por cento.

A empresa também previu receita robusta para o ano fiscal e que espera lucro para o período antes de itens especiais.

A receita de softwares e serviços subiu 26 por cento sobre um ano antes, para 196 milhões de dólares no trimestre encerrado em 31 de agosto, acima da média prevista de 175 milhões de dólares por dois analistas ouvidos pela Reuters. Grande parte do aumento veio de licenciamento.

Os resultados reforçam esperanças de que o presidente-executivo John Chen esteja conseguido reestruturar a BlackBerry, cuja receita diminuiu por sete anos devido ao colapso de seu negócio de celulares. Chen interrompeu a fabricação de aparelhos e se concentrou na venda de softwares para empresas industriais e grandes corporações.

Excluindo itens especiais, a empresa espera receita para o ano fiscal de 920 a 950 milhões de dólares, assumindo que o crescimento das vendas de softwares seja de 10 a 15 por cento. A média prevista por analistas era de 924,4 milhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A BlackBerry teve lucro trimestral de 0,05 dólar por ação, excluindo itens especiais. Analistas esperavam lucro zero.

O lucro líquido foi de 19 milhões de dólares ante prejuízo de 372 milhões de dólares um ano antes. Exceto itens especiais, a receita caiu 29 por cento, para 249 milhões de dólares.

As ações da BlackBerry listadas no Canadá saltavam 14,7 por cento, enquanto aumentaram 15,3 por cento na Nasdaq, às 13:59 (horário de Brasília).

(Por Alastair Sharp)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos