Anatel adia decisão sobre novo pedido da Oi para troca de multas por investimemntos

BRASÍLIA (Reuters) - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) adiou a análise de outro pedido da operadora Oi para acordo de conversão de multas por investimentos.

A deliberação sobre esse Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) estava pautada do conselho desta quinta-feira, mas foi adiada devido a pedido de vista do conselheiro Igor de Freitas.

A Anatel não informou qual o montante de multas que estava contemplado no pedido de acordo. Uma fonte a par do processo disse que o caso envolve de 1,5 bilhão a 2 bilhões de reais.

Um TAC semelhante, de cerca de 1,2 bilhão de reais em multas, está suspendo pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A conversão de multas em investimentos faz parte da estratégica da Oi para tentar equacionar os mais de 10 bilhões de reais que a operadora deve à Anatel por conta de multas.

A solução desse débito é uma das chaves para que o processo de recuperação judicial da empresa seja bem sucedido.

Na terça-feira, o ex-ministro das Comunicações e membro do conselho de administração da empresa, Hélio Costa, após reunião com o presidente Michel Temer, disse que esperava chegar à assembleia de credores, marcada para 23 de outubro, com a questão da dívida bilionária com a Anatel solucionada

As ações da Oi encerraram as negociações desta quinta na B3 com baixa de 0,81 por cento.

(Por Leonardo Goy)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos