China aprova com restrições compra de unidade de impressoras da Samsung pela HP por US$1,1 bi

PEQUIM (Reuters) - A China disse nesta quinta-feira que aprovou a compra da unidade de impressoras da Samsung Electronics pela HP por 1,1 bilhão de dólares sob certas restrições, citando preocupações sobre o domínio da empresa norte-americana no mercado doméstico de impressoras a laser.

A HP anunciou o acordo em setembro de 2016, com expectativa de gerar disrupção no mercado de copiadoras, avaliado em 55 bilhões de dólares, ao se dedicar a impressoras multifuncionais com tecnologias de comunicação móvel e computação em nuvem.

Naquele momento, a empresa esperava finalizar a transação dentro de 12 meses, faltando ainda a revisão regulatória.

Em comunicado divulgado no fim da quinta-feira, o Ministério do Comércio da China disse que a venda de impressoras a laser no formato A4 pela HP na China deve ser feita em termos "justos e razoáveis", as empresas devem reportar seus preços a cada seis meses e entregar dados ao ministério.

A HP não pode comprar quaisquer parcelas em outras fabricantes de impressoras A4 na China, mesmo que seja um investimento minoritário, disse.

A companhia também não deve adaptar suas impressoras para restringir a compatibilidade com terceiros ou fazer publicidade dizendo que suas impressoras não são compatíveis com outros fornecedores, disse o ministério.

A HP espera fechar a aquisição no quarto trimestre, disse uma porta-voz.

(Por Josephine Mason e Stella Qiu)

((Tradução Redação São Paulo 56447764))

REUTERS NS AAJ

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos