Ministério taiuanês expressa "profunda preocupação" sobre multa contra Qualcomm

TAIPÉ (Reuters) - O Ministério da Economia de Taiwan disse que está "profundamente preocupado" com a imposição de uma multa de 775 milhões de dólares que a agência antitruste impôs contra a Qualcomm, em uma exibição pública rara de desacordo entre as autoridades do país.

A Comissão de Comércio Justo de Taiwan (FTC, na sigla em inglês) multou a Qualcomm na semana passada, dizendo que a fabricante de chips norte-americana abusou da sua posição monopolística optando por licenciar algumas tecnologias relacionadas ao modem para outros atores da indústria.

A Qualcomm disse que não estava de acordo e levaria o assunto à Justiça quando a agência divulgar um relatório final nas próximas semanas.

O Ministério da Economia, que supervisiona a política industrial, disse que respeita a posição da agência, mas estava preocupado com impactos no investimento estrangeiro.

Em comunicado publicado em seu site na última terça-feira, o ministério afirmou que a agência não parece ter considerado a contribuição da Qualcomm ao setor de tecnologia local ou o impacto em futuras oportunidades de negócios, descrevendo a empresa norte-americana como um "parceiro indispensável".

A FTC não comentou o assunto quando contatada pela Reuters.

A ação é o mais recente desafio para o modelo de negócios da Qualcomm, que envolve a venda de chips e patentes de licenciamento relacionadas à instalação e uso.

Em dezembro, os reguladores sul-coreanos multaram a empresa em 854 milhões de dólares por violar o direito da concorrência. Decisão tomada após uma multa de 975 milhões de dólares aplicada pelos reguladores chineses em 2015.

(Por Jess Macy Yu)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos