Oi diz não ter chegado a acordo com detentores de notes individuais para possível aumento de capital

SÃO PAULO (Reuters) - A operadora de telefonia Oi disse que não chegou a um acordo com pessoas físicas titulares de "notes" para uma possível reestruturação e injeção de capital por meio de aumento de capital de mais de 3,5 bilhões de reais, em mais uma revés para a empresa em recuperação judicial.

As reuniões com os detentores de notes, que não são membros do Comitê do International Boldholder Committee ou do Comitê do Grupo de Credores Ad Hoc, ocorreram no dia 19 de outubro, de acordo com fato relevante divulgado pela empresa no fim da noite de segunda-feira.

"Embora as negociações entre a companhia e cada titular de Notes possam continuar no futuro, não há como garantir que negociações continuarão ou, caso continuem, que as mesmas resultarão em um acordo com relação aos termos da potencial operação", disse a Oi no fato relevante.

(Por Raquel Stenzel; Reportagem adicional de Anthony Boadle)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos