Mercado Livre testa venda de veículos online com sistema de pagamento de sinal

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo de comércio eletrônico Mercado Livre iniciou operação de um sistema para testar a venda online de veículos, projeto que pode envolver mais adiante concessão de financiamento da empresa para o segmento.

A companhia afirmou que está promovendo ferramenta que permite aos usuários de sua área de classificados pagar um sinal ao vendedor para reserva de carro, moto, caminhões e outros veículos.

A ferramenta permite que o comprador pague sinal de 200 a 1.000 reais ao vendedor por meio da plataforma de pagamento do Mercado Livre.

A empresa afirmou que não vai cobrar comissões sobre os pagamentos de sinal. "A aposta da companhia é que o serviço vai gerar mais negócios e atrair mais consumidores...O projeto de reserva vai nos dar subsídios para entender o comportamento do vendedor e do comprador e criar o mecanismo de reputação", afirmou a companhia em comunicado.

A companhia afirmou que a venda de veículos pela internet é "complexa, principalmente no caso de usados" por conta da burocracia envolvida nas transações e registros.

Atualmente, a área de veículos do Mercado Livre tem cerca de 2,4 milhões de anúncios por ano no Brasil. "Nossa estimativa é que 50 por cento deste total seja convertido em venda", afirmou a empresa citando que atualmente não é possível ter precisão sobre as vendas, dado que elas são concluídas fora do ambiente online.

A companhia tem ensaiado ampliar sua atuação no segmento financeiro. Questionado sobre o assunto, o Mercado Livre afirmou que está investindo em tecnologia para permitir o financiamento próprio de veículos e que uma parceria com instituição financeira "pode ser uma alternativa para o futuro".

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos