Hackers que usaram NotPetya devem estar por trás de ataques com BadRabbit

MOSCOU (Reuters) - Hackers responsáveis pelo ciberataque a negócios na Ucrânia e ao redor do mundo em junho provavelmente estão por trás de um ataque menor à Rússia e outros países esta semana, disse a empresa de cibersegurança russa Group-IB nesta quinta-feira.

Ataques usando o malware chamado BadRabbit atingiram a Rússia e outros países nesta terça-feira, derrubando a agência de notícias russa Interfax e causando atrasos de voos no aeroporto de Odessa, na Ucrânia.

O BadRabbit surgiu após os ataques em maio e junho que usaram malwares similares e resultaram em bilhões de dólares em prejuízos, segundo estimativa de alguns economistas.

"É altamente provável que o mesmo grupo de hackers esteja por trás do ataque com o ransomware BadRabbit em 25 de outubro e a epidemia do vírus NotPetya, que afetou os setores financeiros, de telecomunicações e energia da Ucrânia em junho de 2017", disse o GroupIB em relatório.

"A pesquisa revelou que o código BadRabbit foi compilado a partir de fontes do NotPetya".

(Por Jack Stubbs)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos