Problemas com assentos pressionam estratégia de produção da Tesla

SAN FRANCISCO (Reuters) - Elon Musk estava irritado. A fabricação dos assentos do novo Model X, utilitário esportivo da Tesla, foi uma confusão. Um fornecedor estava tendo problemas para executar o design complicado, estimulando a frustração.

A montadora norte-americana nunca conseguiria produzir em massa o próximo Model 3, que pretende popularizar a Tesla, se não tiver algo tão fundamental como um assento?

Musk tomou uma decisão: a Tesla faria os próprios assentos.

O exigente presidente-executivo da montadora prometeu há alguns anos abalar a indústria automotiva com sua linha de veículos elétricos e uma fábrica futurista. Mas os especialistas da indústria dizem que a insistência de Musk em realizar grande parte do trabalho internamente é uma das razões pelas quais a Tesla não se aproxima de seu objetivo de produzir 500 mil veículos anualmente a partir de 2018, a maioria deles Model 3.

A montadora revelou este mês que montou apenas 260 veículos entre julho e setembro, distante da meta de 1.500 Models 3 para o terceiro trimestre. Em declaração, a Tesla culpou os obstáculos de fabricação, sem dar mais detalhes, mas assegurou aos investidores que "não há problemas fundamentais com a produção de Model 3 ou com a cadeia de fornecimento".

A analista Maryann Keller, que vem acompanhando a indústria automotiva desde a década de 1970, disse que essa não é a competência central de uma montadora. "Por que você gostaria de fazer isso?"

A Tesla recusou pedidos da Reuters para discutir os esforços de produção de assentos. Espera-se que a empresa revele mais sobre seus problemas de produção em 1 de novembro, quando anuncia resultados do terceiro trimestre. Não há indicação de que os "obstáculos" mencionados estejam associados à produção de assentos.

A Tesla ainda não se tornou lucrativa, mas os investidores estão apostando em seu futuro. A empresa é a segunda montadora mais valiosa dos EUA, atrás apenas da General Motors.

(Por Alexandria Sage)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos