Twitter proíbe anúncios de duas empresas russas de mídia

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Twitter proibiu nesta quinta-feira veiculação de propaganda de contas dos meios de comunicação russos Russia Today (RT) e Sputnik, citando alegações de agências de inteligência norte-americanas de que as empresas tentaram influenciar as eleições de 2016 nos Estados Unidos.

A interferência eleitoral "não é algo que queremos no Twitter", disse a rede social em declaração.

"Não chegamos a esta decisão levianamente, e estamos dando esse passo como parte do nosso compromisso contínuo de ajudar a proteger a integridade da experiência dos usuários", afirmou a empresa.

Além do Twitter, o Facebook e o Google, detectaram recentemente que as operações supostamente russas usaram as plataformas em 2016 para comprar anúncios e publicar conteúdo que politicamente divisivo.

O Russia Today declarou em seu site que nunca participou de nenhuma atividade ilegal online e "nunca seguiu uma agenda para influenciar as eleições dos EUA através de qualquer plataforma, incluindo o Twitter".

Um representante do Sputnik não estava disponível para comentar.

O Twitter disse em setembro que suspendeu cerca de 200 contas ligadas à Rússia, enquanto investiga os esforços de propaganda relacionados com a corrida presidencial norte-americanas de 2016.

(Por David Ingram, Angela Moon e Arjun Panchadar)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos