UE considera impostos sobre lucros globais de companhias digitais

BRUXELAS (Reuters) - A União Européia está pedindo aos seus cidadãos que ajudem a decidir sobre um regime fiscal mais justo para as grandes corporações digitais, o que pode incluir um imposto sobre seus lucros globais.

Empresas como Amazon, Google e Facebook frequentemente têm sido acusadas de pagar poucos impostos dentro do bloco ao estabelecerem suas sedes regionais em países com baixa carga tributária, como Luxemburgo e Irlanda.

Executivos da Comissão Europeia disseram que farão em março propostas legislativas obrigatórias para uma taxação mais justa da economia digital.

A Comissão está buscando respostas, em uma consulta à população, para um "imposto unitário", que seria cobrado em uma parcela dos lucros globais das empresas digitais, dividido entre os países da UE em que operam - algo que nunca apareceu em documentos da UE antes.

Seria uma solução no longo prazo, assim como uma proposta de imposto usando o rating corporativo de países em que estão os clientes da empresa, em vez de onde elas estão sediadas.

Isso eliminaria o incentivo para que multinacionais estabeleçam suas sedes em países com baixa carga tributária.

(Por Francesco Guarascio)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos