Vendas na França e Espanha impulsionam resultado da Orange 3º tri

PARIS (Reuters) - A francesa Orange registrou vendas maiores na França e na Espanha no terceiro trimestre, elevando o lucro operacional, enquanto Stephane Richard faz campanha para um terceiro mandato como presidente-executivo.

A operadora de telecomunicações, cujas margens sofreram com a concorrência da rival Iliad na França nos últimos quatro anos, concentrou investimentos em sua rede e ofereceu pacotes de telefonia fixas e móvel para atrair clientes.

Esta estratégia contrasta com a de concorrentes como a Altice, que adquiriu direitos de transmissões esportivas e criou novos canais de TV na esperança de aumentar as vendas e as margens.

A receita da Orange cresceu pelo segundo trimestre consecutivo na França, melhor resultado para o terceiro trimestre desde 2008, com uma adição líquida de 320 mil clientes em telefonia móvel.

O antigo monopólio também confirmou suas previsões para o ano, incluindo um lucro operacional maior.

Richard, que tenta um terceiro mandato de 4 anos como presidente-executivo em 2018, disse que vai dar mais detalhes sobre a estratégia do grupo no "dia do investidor" agendado para 7 de dezembro.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado subiu 2,1 por cento em bases comparáveis no terceiro trimestre, para 3,62 bilhões de euros (4,28 bilhões de dólares).

As novas regras da União Europeia sobre os custos de roaming no continente reduziram em 83 milhões de euros o Ebitda ajustado do grupo, disse Orange. Excluindo esse impacto, o principal lucro operacional da Orange teria aumentado 4,7 por cento no período.

(Por Mathieu Rosemain e Gwénaëlle Barzic)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos