Ações da Air France-KLM caem após custos ofuscarem lucro

PARIS/BERLIM (Reuters) - As ações da Air France-KLM, segunda maior companhia aérea da Europa, recuavam nesta sexta-feira, com preocupações sobre suas metas de cortes de custos ofuscando os lucros mais altos no terceiro trimestre.

O papel subiu inicialmente mais de 5 por cento, devido às notícias de que o lucro operacional subiu 38,7 por cento, mas às 13h28 (horário de Brasília) o papel recuava 7,2 por cento, uma vez que a teleconferência da empresa não passou a segurança que os analistas desejavam sobre custos.

As companhias aéreas se beneficiaram este ano com um retorno dos turistas norte-americanos e asiáticos viajando para a Europa após os ataques terroristas os terem afastado. Os preços baixos do petróleo também ajudaram, mas a pressão de rivais de baixo custo se mantém um desafio.

Air France-KLM disse que planeja cortar custos unitários em 1 a 1,5 por cento este ano, mas fez algumas ressalvas.

Um operador em Londres disse que a empresa se recusou a comentar sobre a previsão de custos para 2018.

"A nova meta da administração para os custos não inclui fatores de carga e efeitos de compartilhamento de lucro, e isso é negativo", comentou um segundo operador.

O lucro do terceiro trimestre, de 1,022 bilhão de euros superou a expectativa média dos analistas, de 953 milhões de dólares, em uma pesquisa da Reuters.

"No geral, é a Air France-KLM teve bons números, mas vimos a parte de custos como negativa", escreveram analistas da corretora Goodbody.

(Por Cyril Altmeyer e Victoria Bryan; reportagem adicional por Alan Charlish e Sudip Kar-Gupta)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos