Investidor se opõe à oferta da Fox pela Sky

SÃO PAULO (Reuters) - O investidor Crispin Odey se opôs à oferta de 15 bilhões de dólares da Twenty-First Century Fox pela Sky após um relatório de negociações separadas entre Rupert Murdoch e Walt Disney acrescentar mais incerteza ao negócio que enfrenta obstáculos regulatórios.

O gerente de fundo de hedge veterano Odey, cuja empresa tem 0,9 por cento da Sky, de acordo com os dados da Thomson Reuters, disse que a oferta de 10,75 libras por ação da Fox "começa a parecer que não é um preço muito bom" para a emissora de televisão paga europeia.

A oposição de Odey à aquisição de 11,7 bilhões de libras (15,4 bilhões de dólares) ocorre após a CNBC informar que a Fox de Murdoch havia recentemente conversado sobre a venda de alguns ativos para a Disney.

Esse cenário aumentou os potenciais obstáculos para o negócio da Sky, que enfrenta uma investigação regulatória aprofundada e forte oposição de alguns políticos britânicos.

"Eu votaria contra o acordo", disse Odey à Reuters na terça-feira, quando perguntado sobre a oferta da Fox para os 61 por cento da Sky que ainda não possui. "A Sky pode sobreviver feliz sem Fox? Eu acho que pode".

Odey, ex-genro de Murdoch, inicialmente apoiou a oferta da Fox pela Sky, anunciada em dezembro.

Odey disse que mudou de ideia porque os resultados financeiros da Sky desde que a oferta foi feita foram "muito melhores do que as pessoas previam".

Os comentários de Odey ocorrem após a CNBC dizer que a Disney recentemente discutiu a compra de estúdios de produção de filmes e TV da Fox, da rede a cabo FX, a National Geographic e ativos internacionais como a rede Star na Índia e sua participação na Sky.

As conversas não estão no momento avançando, disse a emissora CNBC.

(Por Ben Martin e Paul Sandle)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos