Uber está otimista com África apesar de oposição de empresas locais de táxi

CIDADE DO CABO (Reuters) - O Uber Technologies está crescendo rapidamente na África subsaariana e considera expansão para mais mercados do continente, apesar da oposição às vezes violenta de motoristas de táxi, disse um executivo da empresa nesta terça-feira.

O serviço do Uber desencadeou protestos de concorrentes de Londres a Nova Deli, já que a empresa acaba com modelos de negócios tradicionais que exigem que os motoristas profissionais paguem taxas de licenciamento significativas para fazer negócios.

"Estamos otimista com a África. O crescimento aqui ainda é substancial e acreditamos que, com um ambiente regulatório correto, o crescimento poderia ser ainda melhor", disse à Reuters Justin Spratt, chefe de desenvolvimento de negócios da região subsaariana.

"O crescimento da África até agora tem sido mais rápido do que na América e grande parte disso é porque há uma deficiência nos transportes públicos ... que conversa com a necessidade latente, a demanda reprimida para que os cidadãos viajem mais nas cidades", ele adicionado.

Spratt disse que o Uber está conversando com governos, autoridades regulatórias e associações de táxis em todo o continente para abordar relatos de ataques contra alguns de seus motoristas do Quênia à África do Sul.

"Nós percebemos que precisamos trabalhar com as cidades e com o quadro regulatório para ajudar a construir o regulamento de compartilhamento de viagens", disse ele durante uma conferência africana de telecomunicações.

Uber, que opera na Nigéria, Quênia, Gana, Tanzânia, Uganda e África do Sul, tem cerca de 15 milhões de motoristas no mundo todo e está tendo dificuldades para atender a demanda na África por mais motoristas, disse Spratt.

O serviço, lançado na África subsaariana em 2013, está olhando para novos mercados no Senegal, Costa do Marfim, República de Maurício e para a região sul do continente, mas ainda não tomou uma decisão sobre o próximo movimento, disse ele.

(Por Wendell Roelf)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos