Intenção de compra na Black Friday permanece estável ante 2016, mas gasto médio cai, mostra pesquisa

SÃO PAULO (Reuters) - A intenção de compra dos consumidores brasileiros na Black Friday permanece estável em relação ano passado, porém a previsão é de que os internautas gastem 2 por cento menos que em 2016, de acordo com pesquisa conjunta do Google e do Ibope divulgada nesta segunda-feira.

De acordo com o levantamento realizado entre 27 de outubro e 4 de novembro, 87 por cento dos 1.211 consumidores consultados em cinco regiões do país pretendem adquirir algo na data, que se tornou a mais importante para o varejo brasileiro em vendas depois do Natal.

No entanto, o gasto médio dos consumidores deve cair ligeiramente para 1.071 reais, ante 1.095 reais ano passado, de acordo com a pesquisa.

Já entre as categorias de produtos, eletrônicos e eletrodomésticos lideram como os itens mais desejados, com 65 por cento das intenções de compra, seguidos por roupas, calçados e acessórios, com 47 por cento.

Individualmente, os smartphones ganham destaque, com 37 por cento dos consumidores apresentando intenção de adquirir um novo aparelho.

Embora as compras online sejam maioria, com 92 por cento dos consumidores afirmando que comprarão pela Internet, 34 por cento também disseram que aproveitarão as ofertas no varejo físico.

Em agosto, o Google previa aumento de até 20 por cento nas vendas do varejo online na data, com receita de 2,2 bilhões de reais -- cerca de 4 por cento de toda a receita do e-commerce brasileiro no ano.

A Black Friday acontecerá em 24 de novembro.

(Por Taís Haupt e Natália Scalzaretto)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos