Tencent lançará na China jogo de video game com valores socialistas

Por Pei Li e Sijia Jiang e Adam Jourdan

PEQUIM/HONG KONG (Reuters) - A gigante chinesa de videogames Tencent está levando o jogo de batalha sangrento, de estilo royale, "Playerunknown's Battleground" para a China, com uma remodelagem socialista para cumprir rigorosas regras do país.

O movimento acontece após o regulador de conteúdo da China criticar o jogo sul-coreano PUBG em outubro por ser muito violento e disse que provavelmente seria bloqueado porque "se desvia severamente dos valores fundamentais socialistas".

Desenvolvido pela Blue Hole, o PUBG, onde os jogadores lutam pela sobrevivência em uma ilha deserta, é atualmente o game mais vendido do mundo, tendo vendido mais de 20 milhões de cópias desde o seu lançamento em março.

A Tencent, que recentemente superou o Facebook em valor de mercado, disse que ganhou os direitos exclusivos para o jogo na China e que o modificará para atender aos requisitos dos reguladores chineses.

A empresa foi criticada pela mídia estatal no início deste ano por fazer com que as crianças se viciassem no violento jogo "Honor of Kings", que é o segundo mais jogado no país, forçando a Tencent a limitar o horário em que jogadores menores de idade poderiam jogar.

(Por Pei Li, Sijia Jiang e Adam Jourdan)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos