T-Mobile lança plano de recompra depois de encerrar negociações com Sprint

(Reuters) - A T-Mobile US disse que seu conselho aprovou o primeiro programa de recompra de ações da operadora de telefonia móvel norte-americana, um mês depois que a empresa e a rival Sprint encerraram negociações para uma fusão.

A Deutsche Telekom AG, que detém mais de 60 por cento na T-Mobile, também planeja comprar ações adicionais, disse a T-Mobile nesta quarta-feira.

A recompra de até 1,5 bilhão de dólares em ações começará a partir de quinta-feira e se estenderá até 31 de dezembro de 2018, disse a T-Mobile.

"Saindo do acordo da Sprint com a rotação significativa dos acionistas, nós pensamos que temos um valor tremendo aqui", afirmou o vice-presidente financeiro Braxton Carter na UBS Global Media and Communications Conference nesta quarta-feira.

Combinado com as recompras planejadas da Deutsche Telekom, o programa pode se aproximar do nível de 2 bilhões de dólares, disse Carter. "(A Deutsche Telekom) está finalizando os planos no momento", disse Carter.

Por meio da recompra, a Deutsche Telekom pretende manter sua participação de modo geral estável, dentro de um intervalo de 1 a 2 pontos percentuais, disse uma fonte familiarizada com o assunto à Reuters.

A questão do controle foi uma das muitas que levaram ao encerramento das negociações entre a T-Mobile e a Sprint, e a recompra reforçará o controle da Deutsche Telekom em qualquer negociação futura sobre fusão.

Carter também disse que a empresa estava focada em aquisições menores.

(Por Laharee Chatterjee, Aishwarya Venugopal, Anjali Athavaley e Douglas Busvine)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos