Membro do BCE não vê riscos macroeconômicos com bitcoins

PARIS (Reuters) - As pessoas que investem em bitcoins estão arriscando seu dinheiro, mas não há riscos macroeconômicos mais amplos, disse o membro da Comissão Executiva do BCE, Benoit Coeure, nesta segunda-feira.

Os preços do bitcoin subiram em negociações voláteis neste mês, em antecipação ao lançamento nesta segunda-feira de contratos de futuros. Os que apoiam a moeda digital esperam que esses contratos resultem em maior legitimidade para os bitcoins.

Com o aumento dos preços, membros de bancos centrais e reguladores alertam que os investidores estão se arriscando em uma potencial bolha especulativa.

Coeure, o diretor do BCE responsável por suas operações de mercado, disse que os bancos têm pouca exposição aos bitcoins e que, no passado, eles foram os "vetores para a transmissão de riscos sistêmicos" ao sistema financeiro.

Portanto, os riscos estão limitados aos fundos especulativos e aos indivíduos que os compraram, "mas não são inerentes a um risco macroeconômico", disse Coeure na apresentação de um livro econômico com o qual ele contribuiu.

Os futuros do bitcoin reduziram a alta de quase 22 por cento e avançavam 13 por cento nesta segunda-feira, na aguardada estreia no mercado futuro dos Estados Unidos.

(Por Yves Clarisse)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos