Rússia diz que falha em lançamento de satélite foi causada por erro de programação

MOSCOU (Reuters) - O vice-primeiro ministro russo Dmitry Rogozin disse nesta quarta-feira que a falha no lançamento de um satélite de 2,6 bilhões de rublos (44,95 milhões de dólares) no mês passado foi causada por um vergonhoso erro de programação.

A Roscosmos, agência espacial russa, disse no mês passado que perdeu contato com o recém-lançado satélite climático Meteor-M após ter decolado do novo cosmódromo de Vostochny.

Dezoito satélites menores que pertenciam a pesquisas científicas e companhias comerciais de Rússia, Noruega, Suécia, Estados Unidos, Japão, Canadá e Alemanha, estavam a bordo do mesmo foguete.

Falando à emissora de TV estatal Rossiya 24, Rogozin disse que o problema foi causado por falha humana.

O foguete que carregava os satélites foi programado com as coordenadas erradas, disse ele, explicando que tinha sido orientado para decolar de um cosmódromo diferente -Baikonur -, que Moscou arrenda do Cazaquistão.

"O foguete realmente foi programado como se a decolagem fosse acontecer em Baikonur", disse Rogozin. "Eles não entenderam as coordenadas direito".

(Por Andrew Osborn)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos