Salesforce demite presidente no Brasil e outros dois executivos após polêmica

SÃO PAULO (Reuters) - A produtora de software corporativo Salesforce demitiu o presidente-executivo de sua filial no Brasil, Mauricio Prado, e outros dois executivos da unidade brasileira, depois de uma polêmica criada durante festa da empresa no final do ano passado.

Os desligamentos foram uma resposta da sede da companhia norte-americana a uma denúncia anônima, feita no sistema interno da Salesforce, que reclamou contra um funcionário que se fantasiou como o personagem "Negão do WhatsApp" na festa organizada pela empresa, afirmou um amigo pessoal de Prado, pedindo para não ser identificado.

Procurado, Prado preferiu não comentar o assunto.

A Salesforce Brasil confirmou as demissões, mas não deu detalhes sobre os motivos.

A Salesforce, que compete com companhias como Oracle, SAP e Microsoft também disse à Reuters que o executivo responsável por América Latina, Enrique Ortegon, assumiu provisoriamente o cargo de presidente-executivo da companhia no Brasil.

(Por Taís Haupt)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos