Lenovo fará baixa contábil de US$400 mi após reforma tributária nos EUA

HONG KONG (Reuters) - O Lenovo Group informou nesta quarta-feira que deve fazer uma baixa contábil extraordinária de 400 milhões de dólares para os nove meses encerrados em dezembro, devido a uma reavaliação de ativos tributários diferidos nos Estados Unidos.

O ajuste que se refletirá nos resultados financeiros é de natureza não-monetária e a companhia não espera nenhum efeito material na operação ou na posição do fluxo de caixa, informou a fabricante de computadores em documento enviado à bolsa de Hong Kong.

A Lenovo, unidade da Legend Holdings, disse que os cortes tributários corporativos nos EUA devem "impactar positivamente" os futuros resultados de suas operações norte-americanas no longo prazo.

A companhia anunciará o desempenho financeiro do terceiro trimestre em 1º de fevereiro.

As reformas fiscais convertidas em lei em dezembro reduzem a carga tributária para empresas norte-americanas para 21 por cento ante 35 por cento.

(Por Donny Kwok)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos