Depois de descadastrar Uber, Londres renova licença da Addison Lee

Por Costas Pitas

LONDRES (Reuters) - Londres renovou a licença da empresa Addison Lee para operar o serviço prêmio de transporte compartilhado na capital britânica nos próximos cinco anos, menos de quatro meses depois de retirar a licença do Uber.

Em setembro, o regulador Transport for London (TfL) recusou o pedido do Uber, citando problemas da empresa em denunciar infrações criminais graves e fazer verificações de antecedentes - uma decisão da qual a empresa do Vale do Silício esta recorrendo.

A Addison Lee, segunda maior operadora de transporte compartilhado em Londres, recebeu uma licença de cinco anos em 2012, que foi prorrogada em 2017 por seis meses até o final de fevereiro deste ano.

A Addison Lee agora tem permissão para operar até 28 de fevereiro de 2023, de acordo com o site do TfL.

"Nossa licença foi rotineiramente renovada pelo Transport for London", disse um porta-voz da empresa.

"A Addison Lee espera continuar a oferecer aos londrinos um serviço confiável e de alta qualidade. Nós apoiamos totalmente os esforços do TfL para melhorar o padrão de regulamentação na indústria de transporte compartilhado".

O órgão regulador de Londres e o Uber não comentaram o assunto.

(Por Costas Pitas)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos