Chinesa JD.com busca captar US$2 bi na unidade de logística, dizem fontes

Por Julie Zhu e Kane Wu

HONG KONG (Reuters) - A JD.com, segunda maior empresa de comércio eletrônico da China, iniciou uma rodada para levantar recursos na sua unidade de logística, com meta de angariar pelo menos 2 bilhões de dólares e, eventualmente, planeja listar o negócio no exterior, disseram pessoas com conhecimento direto sobre a questão.

A JD.com, que fica atrás somente da Alibaba no mercado chinês de comércio eletrônico, convidou um seleto grupo de investidores para se juntar à rodada de financiamento que avalia o seu negócio de logística, a JD Logistics, em cerca de 10 bilhões de dólares, disseram duas fontes à Reuters.

O movimento ocorre num momento em que as principais empresas de comércio eletrônico da China estão buscando expandir seus negócios de logística para apoiar suas ambições de expansão global e aumentar as receitas ao oferecer serviços para terceiros.

A empresa chinesa de investimentos Hillhouse Capital e a Sequoia Capital China provavelmente serão investidores líderes da rodada de financiamento da JD Logistics, enquanto uma série de agentes estatais e internacionais também mostraram um forte interesse no negócio, de acordo com as pessoas.

A demanda poderia ser forte o suficiente para que investidores menores que aportarem apenas 100 milhões de dólares - o piso para investimentos, de acordo com duas pessoas - tenham que provar que poderiam ajudar a unidade de logística a trazer novos negócios, disse um deles.

A JD Logistics atualmente pertence à JD.com. Não está claro quando e onde o processo de IPO será realizado.

(Reportagem adicional de Cate Cadell em Pequim)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos