Barclays nos EUA deve aderir à proibição de compra de criptomoedas com cartões de crédito, diz blog

LONDRES (Reuters) - O Barclays deve seguir outras instituições financeiras de peso nos Estados Unidos ao impedir que clientes comprem bitcoins e outras criptomoedas com seus cartões de crédito, de acordo com uma entrevista com um executivo sênior da unidade de cartões do banco.

"Nós estamos tomando a decisão de que provavelmente não permitiremos compras de criptomoedas no cartão", afirmou Paul Wilmore, diretor administrativo do Barclaycard, ao blog Bank Innovation.

Uma porta-voz do Barclays em Londres disse que o banco está revisando sua política em cada país e que ainda não alterou sua política.

O Barclaycard é um dos maiores emissores de cartões de crédito no Reino Unido e nos Estados Unidos que ainda não anunciou formalmente a proibição de compras de moedas digitais com cartões.

O Lloyds Banking Group, que emite pouco mais de 25 por cento de todos os cartões de crédito no Reino Unido, e a Virgin Money comunicaram a proibição na semana passada, seguindo os passos de JP Morgan Chase & Co e Citigroup.

A medida visa a proteger os clientes de acumular dívidas enormes com a compra de moedas digitais em cartões de crédito, se os valores despencarem, explicou a porta-voz do Lloyds na semana passada.

(Por Lawrence White)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos