Facebook perde caso de privacidade belga e enfrenta multa de até US$125 mi

BRUXELAS (Reuters) - Um tribunal belga ameaçou o Facebook com uma multa de até 100 milhões de euros (125 milhões de dólares) se a empresa continuar violando leis de privacidade ao rastrear pessoas em sites de terceiros.

Em um caso apresentado pelo regulador de privacidade da Bélgica, o tribunal também decidiu nesta sexta-feira que a rede social deve excluir todos os dados que coletou ilegalmente de cidadãos belgas, incluindo aqueles que não eram usuários do Facebook.

A empresa, que será multada com 250 mil euros por dia ou até 100 milhões de euros caso não cumpra a decisão judicial, disse em comunicado que apelará contra a decisão.

"O Facebook nos passa informações insuficientes sobre a coleta de nossas informações, o tipo de dados que coleta, o que faz com esses dados e por quanto tempo os armazena", disse o tribunal.

"A rede social também não tem nosso consentimento para coletar e armazenar toda essa informação", acrescentou.

O Facebook usa diferentes métodos para rastrear o comportamento online das pessoas, se não estiverem no site da empresa, colocando cookies e pixels invisíveis em sites de terceiros, disse o tribunal.

Reportagem Robert-Jan Bartunek

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos