Uber desiste de ação contra teste de língua inglesa para motoristas em Londres

LONDON (Reuters) - O aplicativo de transporte Uber desistiu de apelar contra a introdução de testes de língua inglesa mais rigorosos para motoristas em Londres, após o regulador de transporte da cidade dizer que iria suavizar sua proposta.

O Uber ingressou com ações judiciais em 2016 contra o Transport for London (TfL), após o órgão regulador de transporte da capital inglesa dizer que os motoristas deveriam provar sua capacidade de se comunicar em inglês, incluindo um padrão de leitura e escrita que o Uber disse ser muito alto e que poderia lhe custar milhares de motoristas.

Em março do ano passado, a empresa perdeu essa batalha legal, mas foi concedido o direito de recorrer.

O TfL disse na segunda-feira que agora que vai elaborar um novo teste mais relevante para o papel de um motorista privado e permitir que os candidatos "demonstrem o nível apropriado de inglês no mesmo nível que o teste existente".

O Uber, que perdeu sua licença para operar em Londres por questões de segurança, recebeu bem a mudança.

"Nós apoiamos a criação de padrões e acreditamos que um novo teste focado em situações que os motoristas podem encontrar fazem muito mais sentido", disse um porta-voz.

"Isso significa que não vamos mais buscar o recurso legal".

O Uber disse na semana passada que apresentaria novos recursos de segurança, incluindo suporte telefônico 24 horas para passageiros e motoristas.

A essência do recurso do Uber contra a perda da licença para operar em Londres deve ser ouvida durante cinco dias a partir de 25 de junho, com audiência preliminar programada para ocorrer em abril para discutir assuntos administrativos adicionais.

(Por Costas Pitas)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos