Cade aprova venda de 25% da Algar Telecom para afiliada do fundo soberano de Cingapura

SÃO PAULO (Reuters) - A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a venda de 25 por cento do capital social da Algar Telecom para holding Archy, afiliada do fundo soberano de Cingapura (GIC), segundo despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira.

O acordo foi formalizado em 29 de dezembro do ano passado e anunciado pela operadora de telecomunicações em 2 de janeiro. A operação se dará via aumento de capital subscrito pelo fundo soberano GIC Special Investments de pelo menos 352 milhões de reais, além da compra de um total de 648 milhões de reais em ações de titularidade do acionista controlador.

Na avaliação do Cade, a transação não "suscita preocupações concorrenciais em função das baixas participações de mercado" das requerentes, conforme parecer no site da autarquia.

O documento destaca ainda que o grupo comprador e a Algar Telecom detêm juntos menos de 20 por cento dos mercados nacionais de infraestrutura em nuvem e serviços gerenciados de tecnologia da informação.

Além disso, os investimentos indiretos do fundo soberano de Cingapura em empresas do setor são "minoritários e passivos, de natureza estritamente financeira, de forma que o GICSI não tem qualquer poder de influência sobre as condições de prestação dos serviços de telecomunicações".

Com sede em Uberlândia, a Algar Telecom tem concessão de telefonia fixa em 87 cidades nos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. A companhia protocolou em outubro seu pedido de IPO, mas desistiu da operação em janeiro.

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos