Motoristas de táxi protestam contra "invasão" do Uber em Atenas

Por Deborah Kyvrikosaios e Alkis Konstantinidis

ATENAS (Reuters) - Centenas de motoristas de táxi marcharam na região central de Atenas nesta terça-feira para protestar contra o que chamaram de "invasão" do Uber, e atacaram carros transitando que suspeitavam ser usados pelo serviço de transporte urbano por aplicativo.

Os motoristas disseram que o Uber está tomando seus negócios. Eles também acusaram o governo grego de adiar a legislação para regulamentar aplicativos como o Uber e o desenvolvido localmente Beat.

"Não iremos coexistir com eles", disse Yorgos Souitsmes, um dos motoristas que participavam da manifestação. "É uma multinacional que quer roubar o pão dos gregos."

Representantes do Uber não estavam imediatamente disponíveis para responder ao pedido de comentário.

Cartazes carregados pelos manifestantes traziam frases como "Uber, Não Obrigado". Multidões chutaram, bateram e jogaram café em pelo menos três veículos que pensavam ser dirigidos por motoristas do Uber.

O SATA, um sindicato regional que representa motoristas de táxi, convocou uma greve de nove horas na terça-feira contra "qualquer plataforma inovadora roubando os motoristas de táxi e nosso país".

"Há três anos estamos travando uma grande e diária batalha para conter... a invasão arbitrária do transporte público pelo Uber", disse o sindicato em comunicado.

O Uber enfrentou reveses regulatórios e jurídicos em todo o mundo por parte de serviços convencionais de táxi e disputas sobre direitos trabalhistas. O serviço foi forçado a sair de vários países, incluindo Dinamarca e Hungria.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos