Broadcom retira oferta pela Qualcomm após decisão de Trump

(Reuters) - A Broadcom Ltd, com sede em Cingapura, retirou sua oferta de 117 bilhões de dólares pela Qualcomm Inc, dois dias depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter barrado o negócio citando preocupações com a segurança nacional.

A empresa, no entanto, espera continuar com seu plano de mudar o domicílio para os Estados Unidos.

"Embora estejamos decepcionados com este resultado, a Broadcom cumprirá a ordem", disse a fabricante de chips.

Fontes afirmaram à Reuters na terça-feira que a Broadcom estava pronta para retirar sua oferta pela Qualcomm.

O conselho da Broadcom reuniu-se na noite de terça-feira para formalizar os planos para mover sua sede para os Estados Unidos, com um custo de cerca de 500 milhões de dólares ao ano devido à carga tributária mais elevada, disseram fontes.

(Por Supantha Mukherjee em Bengaluru)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos