Hyundai mostra cautela com direção autônoma após acidente do Uber

SEUL (Reuters) - A Hyundai informou nesta terça-feira que está cautelosa em relação ao desenvolvimento de veículos autônomos devido a preocupações com segurança após um carro autônomo do Uber atropelar e matar uma mulher nos Estados Unidos.

O acidente no Arizona foi o primeiro caso fatal ligado a veículos autônomos e um potencial baque para a tecnologia que pode transformar o transporte.

Yoon Sung-hoon, diretor da Hyundai, disse que preocupações com a segurança são um fator importante para o desenvolvimento de carros autônomos e que a montadora sul-coreana está "cautelosa em relação à produção em massa de carros autônomos".

"Quando avaliamos outras empresas de veículos, elas tinham padrões de segurança mais relaxados", disse ele a repórteres, acrescentando que a Hyundai está levando mais tempo que rivais para desenvolver tecnologia autônoma para garantir segurança.

"Ninguém sabe sob quais circunstâncias os acidentes acontecerão".

A Hyundai, que tem avançado lentamente no setor, planeja vender veículos autônomos nível 4, que podem operar sem entrada ou supervisão humana sob determinadas condições, até 2021.

(Por Hyunjoo Jin)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos