Acionistas da Tesla aprovam plano de compensação de US$2,6 bi para Elon Musk

SÃO FRANCISCO/BOSTON (Reuters) - Acionistas da Tesla aprovaram um pacote de compensação que vale possivelmente 2,6 bilhões de dólares para o presidente Elon Musk nesta quarta-feira, em um teste de sua confiança no líder da companhia de carros elétricos.

Um porta-voz da Tesla confirmou que acionistas tinham aprovado a medida em uma reunião especial de acionistas em Fremont, na Califórnia, mas não detalhou o número de votos a favor ou contra.

O assessor geral da Tesla, Todd Maron, indicou na reunião que o pagamento de Musk foi fortemente apoiado por investidores, disse à Reuters uma pessoa que participou da reunião. Um porta-voz da Tesla não quis fazer mais comentários.

A proposta de prêmio de compensação voltada ao bilionário do Silicon Valley não envolve salário ou bônus financeiro, mas estabelece recompensas baseadas no valor de mercado da Tesla subindo a 650 bilhões de dólares ao longo dos próximos 10 anos.

A votação tem sido vista como um teste sobre se grandes investidores estão preparados para apoiar um pagamento tão grande na companhia liderada pelo fundador.

O grande prêmio, se alcançado, supera qualquer outra coisa concedida anteriormente para os principais executivos dos Estados Unidos, segundo a empresa de proxy advisory Institutional Shareholder Services.

"Com 2,6 bilhões de dólares, o valor do prêmio é sem precedentes e estabelece uma nova marca d'água para um prêmio individual para um executivo em uma companhia pública dos EUA", escreveu o ISS no mês passado, recomendando votar contra o pacote.

O ISS disse que sua própria avaliação do prêmio era ainda maior, de 3,7 bilhões de dólares.

(Por Alexandria Sage e Ross Kerber; reportagem adicional de Rishika Chatterjee)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos